Mostrar mensagens com a etiqueta Ataques informáticos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Ataques informáticos. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 26 de abril de 2013

0 NATO afirma que matar hackers é justificado em certos tipos de guerra cibernética

Documento criado a pedido da NATO informa alguns traços gerais de como lidar com hackers e ataques cibernéticos. Algumas das hipóteses é retaliar com força militar.
Cuidado, pois se atacares uma central nuclear e a única forma de parar este tipo de desastre for através de ti, podes ser morto. A informação está num manual com várias hipóteses, da NATO. O documento foi pedido para a Co-operative Cyber Defence Centre of Excellence, e afirma que no futuro os ataques cibernéticos podem no futuro ter como retaliação uma acção militar, embora não possam envolver força a menos que o ataque tenha impacto na perca de vida ou danos significante em propriedades.

Em declarações ao The Guardian, o professor Michael Schmitt que trabalha na US Naval War College, afirmou que “todos falam na Internet como o velho oeste, sem regras” mas “existem muitas leis que se aplicam ao ciberespaço”.
A ler, no documento a regra 22:
An international armed conflict exists whenever there are hostilities, which may include or be limited to cyber operations occurring between two states or more.
E ainda a regra 80:
In order to avoid the release of dangerous forces and consequent severe losses among the civilian population, particular care must be taken during cyber-attacks against works an installations containing dangerous forces, namely dams, dykes and nuclear electrical generating stations, as well as installations located in their vicinity.

Visualização do documento completo


Para comemorar o seu lançamento, o documento foi apresentado formalmente dia 15 de Março, em Londres, onde estiveram presentes vários investigadores e pessoal da NATO que trabalhou ou pediu este documento.

Atacar uma central nuclear? É fácil para quem sabe.

A NBC esteve numa Conferência Black Hat em Las Vegas, USA onde foi possível em 45 minutos tomar de “assalto” pequenas máquinas, denominadas de PLC (programmable logic controllers), que são usados para controlar operações industriais de, entre muitas utilizações posíveis, centrais nucleares. Também uma semana antes da conferência tinha sido noticiado que os peslos PLCs podem ser manipulados para libertar alguém da prisão.

Aquilo que não dá direito a matar são os ataques em Portugal

Ontem realizou-e a Operação Apagão Nacional, organizada por vários grupos hacktivistas. O objectivo foi deixar várias dezenas de sites offline, impossibilitando o seu aceso. Sites domo os do PSD, PSD, PJ, entre outros ficaram offline dia 25 de Abril devido a este ataque concertado.
Embora não mate, ou haja legitimidade para matar, existe certamente um meio onde os hackers podem confirmar que com pouco esforço, os sites do Governo Português podem deixar de funcionar em poucos minutos.

sábado, 9 de março de 2013

0 Detido um dos criadores do coletivo hacktivista Anonymous Squad No. 035

Depois da informação divulgada sobre a sua detenção, mais de 20 sites foram atacados em retaliação. E os restantes membros prometem “não descansar”.
O grupo Anonymous Squad No. 035 operava há algum tempo através do Twitter e do Facebook e estaria, alegadamente, a passos de conseguir entrar no Facebook.

 Backdoor MaaN (nick backdoorMaaN) terá sido detido ontem, segundo uma mensagem nas redes sociais. A detenção, segundo fontes ligadas ao grupo, pode não ter sido por problemas relacionados com a informática e foi dado o “alerta” através da irmã, uma vez que alguns dos membros eram vizinhos. A mensagem dizia através de Phobos, um outro membro, que “juro que isto não será esquecido” e que “irei fazer com que os Governantes paguem por isto, e irei faze-los desejar nunca terem nascido”.

 No início desta semana o grupo publicou uma informação com uma área de login para o Newsroom do Facebook com a mensagem “estamos cada vez mais perto”. Antes disso, o grupo tinha já sido notícia por invadir e desfigurar vários sites, incluindo sites dos Governos de vários países.
Após a detenção, foram atacados mais de 20 sites. A lista parcial de sites atacados é a seguinte:
http://police.eu.cr/
http://egov-germany.co.de/
http://manar.co.nu/
http://marachale.com.nu/
http://3amori.com.nu/
http://ra7ale.com.nu/
http://haymanar.com.nu/
http://fuckass.com.nu/
http://courvasud.com.nu/
http://courvanord.eu.nu/
http://greenboys.eu.nu/
http://ue06.co.nu/
http://sda3.co.nu/
http://mezika.com.nu/squad.html
http://ziksda3.com.nu/squad.html
http://rapsda3.com.nu/squad.html
http://nuzik.com.nu/squad.html
http://dv-point.eu.nu/index.html
http://9ods.co.nu/
http://gunder.eu.nu/
http://el9ods.com.nu/squad.html
http://dv-point.eu.nu/
http://spiders.eu.nu/
Além destes ataques, colocaram também e-mails da CIA no seu Facebook bem como outros ataques que podem ser consultados na página oficial do grupo no Facebook ou acompanhado através do Twitter.

Hacktivistas Portugueses adormecidos?

Depois de Sabu ter-se tornado alegadamente um traidor e depois de vários membros dos LulzSec e AntiSec terem sido detidos, os respetivos coletivos em Portugal cessaram praticamente a sua atividade. Neste momento e de forma contínua apenas os Sidekingdom 12 efetuam ataques de SQL Injection e DDoS bem como solicitam a ajuda dos seus apoiantes para denunciar páginas que contenham indícios de pedofilia.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

0 Falha de segurança no iPhone permite acesso não autorizado à aplicação de chamadas

Com acesso podem-se fazer chamadas pelo telefone sem que se saiba o código de desbloqueio do telemóvel.
Esta falha já tem tem algum tempo e permite aceder à lista de contactos das últimas chamada e efectuar comunicações.
A Apple até ao momento não efectuou qualquer update para corrigir esta falha de segurança.


 Existe um vídeo no YouTub que mostra como usar esta falha, que combina o uso da chamada de emergência com uma sequência de tarefas que devem ser executadas numa ordem específica:


Jailbreak pode “resolver” bug

“Fazer” Jailbreak a um iPhone significa que se podem instalar aplicações com outro tipo de funcionalidades sem pasar pela App Store. Embora a Apple não forneça suporte para estes equipamentos com Jailbreak, ironicamente é com este que o problema se resolve. Existe uma aplicação para desactivar a chamada de emergência quando o teclado está bloqueado, o que vai basicamente fazer com que esta falha impossível de ser efectuada.
A Apple até ao momento ainda não corrigiu este problema no entanto foi indicado ao site AllThihgsD que estavam “a trabalhar” numa correção a ser entregue num próximo update.
Recenemtente com o lançamento do iOS 6.1 vários utilizadores têm-se queixado de sobreaquecimento na bateria ou de problemas em realizar chamadas, não sendo este o melhor mês para a Apple, que culmina nesta falha de segurança.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

0 Cartões e site do Continente vulneráveis a ataque

Os cartões e o site do Continente têm uma falha que os torna inseguros, segundo avançou a equipa Team n00bz.


Num Pastebin publicado recentemente, a equipa assegura que entrou em contacto, há mais de um mês, com o Continente. Sem resposta, decidiram publicar na Internet o que encontraram, e prometem a 26 de Fevereiro lançar uma versão do exploit pública.
No Pastebin podemos encontrar a explicação para a falha no site:
1. 1) Ataque ao Estado do Cartão
2. Ao tentar associar um cartão à conta criada anteriormente é possível saber se o cartão se encontra ativo ou não. Visto não haver limite no número de tentativas, é possível testar números ilimitados e saber se os respectivos cartões estão activos ou não.
3.
4. 2) Ataque ao Número do Documento
5. Depois de introduzido um número de cartão activo são pedidos dois dígitos do documento de identificação. Ao falhar um dos dígitos são pedidos dois dígitos diferentes. Ou não: o site não força este mecanismo de segurança, sendo possível atacar as mesmas duas posições e acertar nos dígitos num máximo de 100 tentativas (se o documento utilizado não for o passaporte, que também permite letras). Isto permite ter acesso total ao cartão, nomeadamente ao nome completo, morada, numero de documento de identificação, telemóvel, saldo atual, estados dos rebates nos cartões e total ganho com o cartão.

Em relação á falha do cartão, cada loja tem uma gama de numeração que é possível gerar um código de barras, quer com software ou directamente Internet, para ter um número de cartão “igual”. A equipa tentou por duas vezes contactar o Continente sem sucesso. Caso a situação não esteja resolvida, avançam com a divulgação completa da ferramenta a 26 de Fevereiro.

domingo, 20 de janeiro de 2013

0 Hacker “Barack_11” ataca 22 sites Portugueses e coloca dados no Pastebin

São Câmaras Municipais, lojas online, órgãos de comunicação social, empresas de fornecimento de Internet e outros. Os dados estão disponíveis no Pastebin.


Sem indicar motivos ou outro comentário, o Tugaleaks recebeu um e-mail contendo um único link Pastebin. Intrigados, seguimos o “rasto” e detectamos 22 sites atacados e 4 avisos de vulnerabilidades. Dos ataques, houve “dump” da base de dados que muitas vezes contém informação priviligiada ou que não devia estar online.

A lista de sites

  • adapecil.pt: o único administrador do site tem a password 12345
  • bandasfilarmonicas.com: mais de 1500 users e passwords que com pouco trabalho se conseguem “decifrar”
  • barlavento.pt: este jornal, referência no Algarve, tem mais de 300 registos de subscritores com as suas respectivas passwords.
  • boxlines.pt: esta empresa ligada ao sector marítimo tem também perto de uma dezena de passwords e usernames “leakados” na Internet
  • castellolopescinemas.com: os populares Cinemas Castelo Lopes viram também as suas passwords divulgadas na Internet. Entre as menos regulares, encontram-se passwords como “paneleiro” e “palhaço”.
  • cm-coimbra.pt: a Câmara Municipal de Coimbra tem o username “admin” e password “admin”.
  • decimagem.pt: esta empresa, da área da televisão, tem apenas um colaborador com uma password pronta a ser “recuperada” por hackers.
  • farol.iol.pt: o site Farol do IOL já tinha sido atacado anteriormente, e parece que continua vulnerável passado cerca de um ano.
  • fmleao.pt: a Fundação Manuel Leão, usando o mesmo sistema que outros sites, também tem apenas um acesso ao site.
  • graopara.pt: esta empresa de construção devia também construir os seus sites melhor, pois têm vários e-mails expostos com o ataque deste hacker
  • hasite.pt: empresa de comercialização de material para hotéis tem agora telemóveis e e-mails expostos ao público.
  • interacesso.pt: “antiga” empresa de fornecimento de Internet define username “rui” e password “rui” para um dos seus acessos.
  • margov.isegi.unl.pt: este site, de uma universidade, contém e-mails e passwords no Pastebin.
  • mascarilha.pt: a loja online que vende, entre outras, as máscaras dos Anonymous, também viu os seus acessos expostos online.
  • nasturtium.com.pt: empresa de apoio a professores tem username “admin” e password “naosei”.
  • novadecor.com.pt: embora esta conta já esteja desactivada à data da publicação da nossa notícia, os usernames e passwords são bastante fáceis.
  • portaldasfarmacias.com: a Associação Nacional de Farmácias tem um login “rtp”, não se sabe muito bem porquê, mas outros logins estão também disponíveis.
  • portugalbytradition.com: nomes de empresas e e-mails fazem parte da lista de dados divulgados.
  • sncc-psp.com: o Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP tem user e passwords online mas também IPs, sendo fácil descobrir um IP da PSP pertencente ao Ministério da Administração Interna.
  • sosazulejo.com: aqui são apenas três logins com password desta empresa cujo site apresenta até falhas “visuais” além da segurança informática
  • torrestir.pt: empresa de distribuição tem mais de 250 e-mails de newsletter online.
  • vidisco.pt: empresa ligada à comercialização e distribuição de música tem agora dados de lgin online acessíveis a todos.

Sendo estado, universidades ou outros sistemas, torna-se claro que desta forma Portugal cai bastante abaixo na segurança informática.

Link do Pastebin

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

0 Freeport: site atacado revela nomes e telefones de vítimas

O site do Freeport, palco de escândalos e de processos judiciais, está há vários meses vulnerável a ataques informáticos.
Num e-mail enviado ao Tugaleaks a equipa GEI Portugal enviou dois links, ambos no Pastebin.
O primeiro contém informação de pessoas que possivelmente estão registadas no site, e que tiveram o seu nome, telefone e data de nascimento expostos. No segundo link enviam a “prova” do ataque, com diversos bases de dados e o “dump” da tabela de utilizadores do site.



Freeport: site atacado revela nomes e telefones de vítimas

clica para ampliar
O site do Freeport tem sido sistematicamente vítima de ataques informáticos, mas é a primeira vez que o ataque é feito para revelar dados informáticos.
 Este ataque feito pelo grupo GEI Portugal é apenas um de muitos que o site poderá continuar a ter caso a segurança da sua estrutura informática continue por resolver.

Links no pastebin:

Link 1 | Link 2

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

0 Hackers vingam-se pelas crianças sem Natal

Mensagens e imagens provocadoras invadiram os sites dos partidos, do Ministério da Educação e também de um banco

O grupo SideKingdom12 ameaçou no início de Dezembro atacar vários sites institucionais durante o Natal. Promessa feita; promessa cumprida. O ataque teve início na véspera deste Natal e, até ao final do dia de ontem, foram várias as páginas de internet atacadas com imagens provocadoras contra governantes ou mensagens dirigidas aos políticos. Sites dos partidos portugueses, do governo e de um banco foram as vítimas seleccionadas pelos piratas informáticos que quiseram assim vingar-se de “todas as crianças” que ficaram sem prenda nesta quadra natalícia.
Baptizada pelo grupo de “Operação Natal Feliz”, a iniciativa incluiu as páginas do PSD, PS, CDS, o site do Ministério da Educação e Ciência e ainda do banco Santander Totta. A maioria dos sites conseguiu voltar à normalidade em poucas horas, embora as páginas do PSD dos Açores e da distrital de Aveiro continuassem até ao final da tarde de ontem com o acesso bloqueado.
Em cada site, houve uma mensagem especial. Na página do Ministério da Educação, o grupo publicou uma mensagem muito pouco adequada à quadra: “Este Natal não perdoaremos. Crianças aguardem-nos. Políticos portugueses temam-nos.” No site da distrital do PSD de Aveiro surgiram fotomontagens com o primeiro-ministro. Numa delas, Pedro Passos Coelho aparece como um prisioneiro segurando uma placa com o número de portugueses desempregados – 819 300. Noutra fotomontagem o chefe de governo surge num sinal de trânsito com o aviso: “Cuidado boi bravo.”
A “Operação Natal Feliz” já tinha sido previamente anunciada na primeira semana de Dezembro. O grupo SideKingdom12 atacou sites dos vários eurodeputados do PSD, prometendo vingança “por todas as crianças que por causa deste governo não terão as suas prendas”. No site do eurodeputado Nuno Teixeira foi publicado um vídeo ainda disponível no YouTube com críticas aos cortes nos salários e pensões que irão fazer com que as crianças “tenham de sentir os efeitos da austeridade”. “Este Natal não perdoaremos. Crianças, aguardem-nos. Políticos portugueses, temam-nos” foi a frase escolhida para invadir a página do eurodeputado José Manuel Fernandes, acompanhada do jingle “A Todos um Bom Natal”, interpretada por um coro de crianças.
Os piratas informáticos prometem não ficar por aqui e “não dar descanso” aos “caros amigos Passos Coelho, Vítor Gaspar, Cavaco Silva e todos os seus amigos”. A ajudá-los, estes hackers dizem ter vários grupos: os Anonymous do Reino Unido e de Portugal e os GEI-Portugal, um outro grupo de hackers que tem, como os SideKingdom12, ligações à rede internacional de hackers Anonymous.

sábado, 22 de dezembro de 2012

0 FALHA DE SEGURANÇA PERMITE ACESSO A MODEM!

FALHA DE SEGURANÇA PERMITE ACESSO A MODEM!
 
A falha pode ser grave e atinge todos os modems colocados em casa dos clientes desde 2010. Além de monitorização abusiva, a ZON usa o username e password “acs”.
A falha de segurança pode permitir a que qualquer pessoa, por poucos conhecimentos informáticos que tenha, consiga aceder a todos os modems que existem ligados à rede da ZON.
A ZON já foi diversas vezes confrontada com esta situação.
No entanto, há poucas semanas chegou ao Tugaleaks a informação do username e password “universal”que pode ser usado para se efetuar a ligação a cada modem, pois todos partilham desta mesma combinação de acesso. O que não nos foi indicado foi o URL completo, tendo apenas a informação do URL inicial que não nos devolve qualquer resultado “prático”. No entanto é óbvia a falha que está por detrás de uma porta “invisível” que não conhecemos nem conseguimos fechar no router e muito menos está contratualmente definida.

Como aceder à porta “escondida”

Primeiro que tudo precisamos de saber IP externo e este site indica-nos o IP sem esforço. Depois de sabermos o IP basta irmos a um browser e usar este endereço:

http://ENDEREÇO-IP:7654

Notem que a porta 7654 não aparece listada no router ZON para fechar ou abrir mas está aberta sem o nosso conhecimento ou consentimento. Vai ser pedida uma password e um username que são ambos iguais e fáceis: acs.
Caso haja sucesso na entrada vai aparecer uma mensagem “405 Method Not Allowed” que significa que está ligado mas que o método de entrada (o URL) não está correto. Caso contrário a mensagem será “401 Unauthorized”. Embora a partir daí não se consiga fazer nada, a menos que seja descoberto o URL específico que a ZON usa, qualquer ex funcionário da ZON com um pouco de agilidade informática poderá facilmente ter acesso a informações privadas dos nossos computadores.

A ZON mente sobre a sua segurança

Em carta enviada à ZON no mês passado, o Tugaleaks, através de um dos seus membros, questionou à ZON se as passwords eram alteradas frequentemente. A ZON não respondeu diretamente á questão, mas existe um e-mail, no artigo escrito há dois anos e que tem essa resposta a indicar precisamente que a password é sempre alterada, facto que agora constatamos ser falso:
Todos os acessos ao equipamento são feitos através do Sistema de Gestão de rede e usando passwords geradas automaticamente e apenas utilizáveis uma vez durante a sessão de monitorização.

A tecnologia envolvida e a lei Portuguesa

Pela lei existente em Portugal, nomeadamente a Lei 32/2008, qualquer ISP é obrigado a monitorizar o cliente e a recolhe alguns dados e guarda-los por um período de tempo. Mas os dados são alguns e bem definidos na presente lei.
A tecnologia que é usada pela ZON permite não só cumprir a lei como ir para além da lei, nomeadamente na monitorização da Rede Wifi e no consumo dos downloads e protocolos usados, mesmo que o tráfego seja ilimitado. Mais informações neste PDF.

CNPD não faz nada

Com os dados ameaçados (vamos imaginar que alguém coloca uma mesma password na rede wireless que é também a password do e-mail) em 2011 foi pedido um parecer e efetuada uma queixa à CNPD. A queixa pode ser consultada aqui bem como a resposta da ZON.
Embora a ZON esclareça sempre e atribua “as culpas” à limitação de determinadas funções pelo modem ser propriedade da ZON, não existe forma de deixarmos de usar o modem proprietário, fechado e impossível de controlar na totalidade.
Recordamos ainda que a PT, Cabovisão, Vodafone e outros ISPs permitem o uso do próprio modem em algumas circunstâncias sendo a ZON dos únicos ISPs a não permitirem tal facto.

ZON envolvida em polémicas de segurança no passado

Foi há alguns meses noticiado que a plataforma online de prescrição de medicamentos Orkos, alojada na ZON, teria uma vulnerabilidade gravíssima que permitia o acesso a receitas de saúde privadas de utentes se os médicos usassem essa plataforma. A notícia pode ser consultada aqui.

Não há qualquer dúvida de que embora não seja para já divulgado o acesso total a esta ferramenta, por razões óbvias, qualquer pessoa mal-intencionada consegue com um pouco de sorte ou experiência causar danos significativos na maioria dos modems que a ZON comercializa. Uma ferramenta como o URL Snooper mas para encontrar qualquer URL e não apenas de vídeos poderá, num futuro próximo, dar dores de cabaça a esta empresa mas sobretudo a todos os seus clientes.


 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

0 Anonymous caçaram o homem mais odiado da Internet

Já ouviu falar de Hunter Moore? Em todo o mundo há pessoas que dificilmente esquecem o nome do homem que ganhou o título de mais odiado da Internet por publicar imagens de casais em pleno ato amoroso.


Ontem, a lista de alvos dos Anonymous passou a contar com o nome de Hunter Moore, o homem que ficou conhecido por criar um site especializado na publicação não autorizada de pessoas desnudadas ou em cenas íntimas. Numa ação de retaliação, o famoso grupo de hackers publicou na Internet a morada e os nomes de familiares do homem que muitos apelidam como o mais odiado da Internet.
A ameaça dos Anonymous foi proferida pouco depois de Hunter Moore anunciar, numa entrevista ao site Betabeat, o lançamento de um novo site dedicado à publicação de imagens de pessoas em pleno ato amoroso, que seriam associadas às moradas das casas onde as vítimas vivem. «Daremos proteção a qualquer pessoa que tenha sido vítima de abuso na Internet, evitaremos a perseguição, a violação e possíveis assassínios que possam decorrer do lançamento destes sites (de Hunter Moore)», garante num comunicado do famoso grupo de hackers.
Apesar de ter recebido milhares de propostas de publicação, Hunter Moore ainda terá tentado retificar as suas palavras, garantindo que estava bêbado durante a entrevista. Mas a verdade é que os Anonymous não são propriamente conhecidos pelo espírito piedoso, como se pode confirmar no seguinte trecho do comunicado do grupo de hackers: «Operação de caça ao Hunter está lançada. Somos Anonymous, somos uma legião, nós não perdoamos e nós não esquecemos, bem podes esperar Hunter Moore»
A fama de Hunter Moore remonta ao lançamento do site IsAnyoneUp.com, que tinha como característica principal a publicação não autorizada de fotos de homens e mulheres desnudados ou em atos sexuais. Muitas destas fotos eram enviadas por ex-namorados e ex-namoradas, numa atitude de desforço. A este intuito de vingança, Hunter Moore juntava um segundo nível de maquiavelismo: a publicação de links que direcionavam os internautas para as páginas de perfil das pessoas que constavam nas imagens.
Hunter Moore nunca mostrou compadecimento quando as vítimas lhe pediram para retirar as imagens do site IsAnyoneUp.com, e conseguiu quase sempre evitar todas as investidas legais das autoridades.
Apesar da legalidade duvidosa dos conteúdos, não faltava publicidade ao IsAnyoneIUp.com. Nos tempos áureos, o pé-de-meia de Hunter Moore passou a crescer a uma média de 20 mil dólares mensais (cerca de 15 mil euros). Apesar dos chorudos proventos, Hunter Moore acabou por abandonar o IsAnyoneUp.com, vendendo-o a uma instituição dedicada ao combate do bullying.
As vítimas de Moore e da indiscrição dos internautas de vários pontos do mundo são hoje incontáveis. Na memória de grupos como os Anonymous, mantém-se o sucedido com Amanda Todd, uma adolescente canadiana de 15 anos, que se suicidou depois da publicação de fotos em topless.
Para Hunter Moore, nomes como o de Amanda Todd pouco significado têm, como se pode confirmar no que relatou numa entrevista à BBC: «Para mim são anónimos. Eu não conheço essas pessoas – não são mais do que pequenas imagens que aparecem no ecrã».

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

0 Hacker com cancro no cérebro “hackou” os seus registos médicos e publicou-os na net

Foi-lhe diagnosticado um cancro no cérebro. Ele deciu “hackar”os seus registos médicos e disponibilizou-os em formato aberto na Internet para pedir ajuda.

Este hacker criou um site, com open data (um dos pilares fundamentais do manifesto dos Partidos Piratas) uma vez que quando foi buscar os seus registos ao Hospital, os mesmos vinham em formato proprietário.
Assim, além de crackar e distribuir de forma acessível os seus registos médicos, o hacker pretende encontrar uma cura seja ela espiritual, cientifica ou outra. No primeiro dia, recebeu duas respostas de dois médicos e promete publicar qualquer resposta que lhe seja dada.





No site existem vários documentos, ressonâncias magnéticas e um TAC. Tudo isto veio em formato fechado, mas foi “crackado” e disponibilizado online.
O tumor parece não ser fatal e uma cura parece estar a caminho com uma cirurgia que envolve poucos riscos.
Este foi um acto não só de exposição social como, por várias pessoas terem participado, um acto de união entre várias comunidades distintas, e digno de ser recordado para a posteridade.
Esta é uma cura Open Source, que devia incentivar os Governos de todo o mundo a usar formatos abertos apra partilhar dados.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

0 Hackers colocam imagens pornográficas no site do PSD Lisboa

O site oficial da distrital de Lisboa do PSD foi invadido por hackers . Quem abrir a página da internet vai encontrar 'pornografia governamental'. A acompanhar a frase 'A nossa política é desumana porque despede os pais e recusa o emprego aos filhos' estão três imagens com quatro governantes portugueses: Pedro Passos Coelho, Assunção Cristas, Vítor Gaspar e Álvaro Santos Pereira.
Com recurso a fotomontagem, Assunção Cristas, ministra da Agricultura, aparece a reproduzir a célebre pose da actriz Sylvia Kristel, protagonista do filme erótico Emmanuelle (1974).
Mas, este ataque informático à página do PSD Lisboa atingiu mais elementos do Governo. O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ‘protagoniza’ uma cena digna de produção pornográfica. E os ministros das Finanças e da Economia, Vítor Gaspar e Álvaro Santos Pereira, figuram como sendo um casal homossexual. 
Contactado pelo SOL, o presidente do PSD Lisboa, Miguel Pinto Luz, referiu que, em seis meses, esta é a oitava vez que o site é atacado por hackers. «Isto é vandalismo puro e duro», comentou o dirigente social-democrata. «Vamos investir num melhor sistema de segurança informático, mas isso agora não é prioritário», admitiu.

sábado, 3 de novembro de 2012

1 ANONYMOUS CONTRA MAUS TRATOS A ANIMAIS

ATAQUE AO SITE DE TURISMO
DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 



 
 
 
 
 
 
http://www.portoenorte.pt/client/skins/home.asp

Reagindo à situação de maus tratos aos animais de Belinho-Esposende, ANONYMOUS atacaram à minutos o site do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

O "deface" não só foi feito na pagina inicial como também nesta aparece um link no menu da pagina dirigindo o público para a seguinte mensagem contendo links de uma petição online, fotos e outras informações adicionais sobre a questão :

" Mensagem dos Anonimos

Em Belinho, uma pequena aldeia do concelho de Esposende, a 60 km do Porto, existem inúmeros casos de maus-tratos a animais.
Várias testemunhas afirmam ter visto cães escanzelados, com problemas de saúde, feridas graves, dificuldade a andar. Cães que vivem sempre em pequenas jaulas e galinheiros, sem quaisquer condições de higiene, sem água e comida. Mas não são só os cães que sofrem, também gatos, vacas, burros, cavalos todos eles à mercê da crueldade dos donos que os prendem de forma incompreensível (limitando-os completamente), batem com grande violência, acabando muitos por morrer.
Os cães abandonados são mortos a tiro ou envenenados.

Divulgamos isto porque as autoridades locais e competentes não fazem nada, o veterinário municipal – Sr. José Armando, e o Presidente da câmara de Esposende – Sr. João Cepa, apesar de estar ao corrente de tudo o que se passa não fazem nada, deixam os animais na mesma, a agonizarem até à morte.

Por isso nós todos, que somos sensíveis ao sofrimento dos animais não admitimos mais estas situações medievais! Queremos que estes animais sejam assistidos, queremos que os donos sejam proibidos de continuar a adquirir animais para os torturar, queremos que TODOS sejam punidos pelos seus actos contra estes pobres seres sencientes que todos os dias são maltratados, com o aval do veterinário, pessoa esta que devia ser esclarecida, mas que encobre estas pessoas !

Todos que tenham um pingo de consciência, de amor ao próximo, condenem e não fiquem alheios a esta situação! O sofrimento que é infligido aos animais não resolve em nada os problemas destas pessoas! É sim uma nódoa num país que pretende convidar e acolher os turistas, não é assim que vamos conseguir !

Nós somos Anónimos, nós somos uma legião, nós não perdoamos, nós não esquecemos, esperem-nos.

Petiçao online : http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N21130

Pagina dedicada : https://www.facebook.com/media/set/?set=a.249725458451951.58042.100002434950063&type=1

Artigo testemunha : https://www.facebook.com/photo.php?fbid=476353432388108&set=a.439731719383613.94950.435456119811173&type=1&theater

Photos : https://www.facebook.com/media/set/?set=a.249725458451951.58042.100002434950063&type=1 "

O RiseUp Portugal tem estado este serão a apelar à participação num protesto online descrito aqui :

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=476769355679849&set=a.439731719383613.94950.435456119811173&type=1&relevant_count=1


RiseUp Portugal
http://www.facebook.com/RiseupPortugal

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

0 Pirataria. Associação pondera processar Estado se justiça não se pronunciar sobre denúncias

A Associação do Comércio Audiovisual revelou hoje, em Lisboa, que pondera processar o Estado português caso o poder judicial não se pronuncie sobre o processo de 2.000 denúncias de partilha ilegal de ficheiros na internet.
Nuno Pereira, presidente da Associação do Comércio Audiovisual, Obras Culturais e de Entretenimento de Portugal (ACAPOR), falava numa conferência de imprensa para apresentar publicamente a posição da entidade sobre um despacho do Ministério Público relativo às denúncias.
Em janeiro e abril do ano passado, a ACAPOR tinha apresentado um total de 2.000 queixas na Procuradoria-Geral da República sobre partilhas não autorizadas na internet de obras cinematográficas que, segundo a entidade, estavam à data a ser exibidas em salas de cinema do país.
Na sequência das queixas, o Ministério Público (MP) emitiu um despacho no qual o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) considera as denúncias "inconsistentes" e "carregadas de meras presunções".
Na conferência de imprensa, Nuno Pereira apresentou o historial do processo e o respetivo despacho do DIAP, criticando duramente aquele parecer, e acusando o MP de "nada ou quase nada fazer" sobre estas denúncias.
O presidente da entidade considerou inaceitável que o MP tenha considerado que "identificar os autores dos ilícitos dava muito trabalho e teria custos elevados e, além disso, que não é óbvio que os internautas tenham tido consciência de estar a praticar ilícitos".
Nuno Pereira lamentou o conteúdo do despacho do MP, considerando que esta "falta de atuação dá impunidade à pirataria na internet, em Portugal, e tem um impacto gravoso no setor audiovisual e fonográfico, cujo cenário já é catastrófico".
"Este despacho prova também que a lei atual tem de ser reformulada porque é má e não funciona", defendeu o responsável, recordando que o secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, prometeu ao setor que a lei seria revista até ao final do ano.
"Se não houver uma intervenção legislativa que ponha fim a estas interpretações erradas da lei, o negócio dos filmes, vídeo jogos, músicas e livros, acabou", alertou o presidente da ACAPOR, que conta atualmente com cerca de 200 associados.
Na sequência da divulgação do despacho sobre as 2.000 queixas, a ACAPOR requereu a "nulidade insanável do inquérito" e espera que o juiz de instrução se pronuncie sobre esta matéria.
"O poder judicial deve pronunciar-se, mas, se não o fizer, a ACAPOR irá desencadear uma ação contra o Estado, e apresentar uma queixa na Comissão Europeia", avançou, acrescentando que pretendem "ir até às últimas instâncias" neste caso.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

0 Endemol avança com queixa crime contra pirata que revelou os segredos da Casa

A Endemol vai avançar com uma queixa na Polícia Judiciária contra o pirata anónimo que divulgou uma base de dados com informação sobre os concorrentes da Casa dos Segredos.


Ver post aqui




"Isto é um acto de pirataria. É crime", assegura Lurdes Guerreiro, diretor-geral da Endemol. Ao Dinheiro Vivo a responsável da produtora adianta que o ataque informático à Endemol foi detectado ontem por volta das 22h, tendo a produtora do programa contactado os familiares dos concorrentes cujos números de telefone e moradas são reveladas na base de dados enviada ao TugaLeaks. "Trata-se de um crime, alguém acedeu de forma ilegal à nossa base de dados", frisa Lurdes Guerreiro.
A responsável da produtora não receia que a divulgação da informação contida na base de dados afecte o desenrolar do programa que estreou no passado domingo. "Muitas das informações que lá estão [na ficha do concorrente] não têm a ver com os segredos", diz. "Muitas vezes o concorrente faz referência a um segredo, mas depois na entrevista consideramos que há outra história mais interessante", acrescenta.
"A revelação dos segredos [a acontecer] é o menor dos problemas", diz Lurdes Guerreiro, frisando que se trata aqui da divulgação de dados pessoais de familiares e de uma invasão da sua privacidade.
"Esperamos sinceramente que encontremos quem cometeu este crime", conclui.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

0 Ataque informático revela dados do programa Secret Story

Nomes, idades e informações privadas foram expostas e enviadas anonimamente ao Tugaleaks.


São 999 linhas – provavelmente um limite imposto pelo Pastebin – onde são mostradas várias entradas de uma base de dados alegadamente vinda do programa de TV Secret Story.
Na sua terceira edição, este programa é como um Big Brother, com nomeações ao Domingo e onde cada concorrente tem o seu segredo. A ideia é os concorrentes descobrirem o segredo dos outros.
No e-mail enviado ao Tugaleaks (e-mail inválido, após tentativa nossa de contacto) não é mostrado o motivo, mas alega que existe uma base de dados, espalhada provavelmente na deep web, com mais dados.

Ataque informático revela dados do programa Secret Story

Link do ficheiro


Numa pesquisa efectuada pelo Tugaleaks foi possível verificar que se tratava, provavelmente, do questionário ainda online no site da Endemol, podendo isto querer dizer que os dados se referem a um ataque informático na Endemol e não em qualquer site da Casa dos Segredos.
Até ao momento nenhum colectivo hacktivista reivindicou este ataque, sendo apelas atribuído a uma pessoa, o “Mafarrico”.

sábado, 15 de setembro de 2012

0 Hackers atacam site da Câmara de Portalegre

O site oficial da Câmara de Portalegre foi alvo de um ataque de hackers que alteraram o seu conteúdo e colocaram referências aos protestos deste 15 de Setembro na homepage.

 Na página oficial da autarquia aparece a frase "O 'Povo' não conhece o seu verdadeiro poder" e um símbolo da organização Anonymous Portugal, acompanhados por música rap.
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga