Mostrar mensagens com a etiqueta Direitos dos animais. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Direitos dos animais. Mostrar todas as mensagens

domingo, 15 de junho de 2014

0 YouTube fecha maior canal de vídeos de touradas e proíbe abuso a animais

Nas novas normas da rede social YouTube está especificado que não se pode postar vídeos “com conteúdo sobre as atividades negativas como abuso animal, abuso de drogas, ou fabricação de bombas”.
Com este argumento,  fecharam o famoso canal com vídeos de touradas do usuário @PabloLopezRiobo. As informações são do VeoVerde.
O Youtube afirma, no entanto, que não tem funcionários para toda vigilância, portanto, os usuários têm a responsabilidade de informar os vídeos onde o abuso de animais é claro. As regras se aplicam até mesmo à exploração justificada culturalmente como na tradição das touradas.
O argumento principal contra as novas normas se refere à tradição das touradas e ao “tratamento ético” dos animais apresentados pelos defensores dessa tradição, incluindo o deputado espanhol Toni Cantó, um conhecido actor e político que há tempos defende a exploração animal no Congresso espanhol e chegou ao ponto de dizer que “Os animais não têm direito à vida ou à liberdade“.
A verdade é que o YouTube vai cortar de seu site qualquer fato denunciado. Todas as imagens de animais sendo maltratados serão apagadas mesmo com a consideração de serem parte da cultura ou da tradição de alguns países latinos.
Um porta-voz do Youtube advertiu que “pode haver vídeos de lutadores com a muleta, mas não podem acertar ou matar o touro”. Com esta iniciativa, o site de vídeos tenta diminuir a violência considerada “dentro do termos do site” e impedir que estas práticas sejam incentivadas pela plataforma.
Na sequência desta decisão do site, Pablo Lopez, o principal usuário e fornecedor destes vídeos, ficou surpreso e angustiado já que, segundo ele, milhares de visitas são de fora da Espanha e os fãs das touradas merecem ter liberdade para apreciar seus gostos.
Entretanto, esta liberdade para assistir aos vídeos de touradas está ligada ao sofrimento animal, à exploração e ao assassinato de touros indefesos e violentados durante todo o evento. Não se trata da liberdade para ver aquilo que se gosta, mas de perceber que aquilo que se gosta (no caso, as touradas) são práticas inconcebíveis num mundo mais ético que está sendo construído também por ativistas dos direitos animais.
No site ainda é possível encontrar diversos vídeos de touradas, mas como o próprio Youtube avisou, não há uma equipe grande e especializada unicamente para esta vigilância, portanto, a quantidade de vídeos onde animais são explorados, maltratados, humilhados e violentados só irá diminuir gradativamente.
A queda do canal mais famoso e com maior número de vídeos com violência a animais é um sinal de que a causa animal está sendo incorporada aos poucos ao cotidiano e que as questões de maus-tratos a animais estão guiando de maneira séria a política de algumas empresas com relevância global.

0 174 mil euros de dinheiros públicos usados para comprar… ratos

Centro de Neurociências e Biologia Celular gastou 174 mil euros em ratos “para experimentação animal”. Há países onde há uma década que se deixaram de usar ratos.
Podíamos estar a falar em ratos para computador, já que Coimbra, o local onde está o Centro de Neurociências e Biologia Celular, teve há dois anos um contrato de 12 mil euros em Pen Drives. Mas estamos mesmo a falar de animais, vivos ou mortos, que serão usados para experiências inconclusivas.
O Tugaleaks contactou o Centro de Neurociências e Biologia Celular para obter explicações, no entanto como a Instituição é Privada sem fins lucrativos e de utilidade pública não está sujeita à Lei de Acesso a Documentos Administrativos. A entidade informa no entanto que é “uma Instituição que se baseia em princípios de boa gestão dos dinheiros públicos assim como no respeito cabal dos princípios da publicidade e transparência”.
No entanto, questionada sobre a finalidade dos ratos comprados, quais são os testes a efectuar, quantos são os ratos, e se os mesmos estiverem vivos qual a taxa espectável de mortalidade bem como se foram feitos estudos, e se sim, quais sobre alternativas aos testes em animais, a entidade que se pauta pelos princípios da transparência resolveu não responder.
O facto de serem ratos pelo nome do ficheiro colocado no site BASE ser “CONTRATO RATOS.DOC”, ou nem os animais tínhamos conseguido apurar.

Animais já não se usam para testes

Existem inúmeras alternativas que se podem fazer para se evitar a morte de animais. A responsável da página de Facebook Diga não aos testes de animais comentou com o Tugaleaks que “existe alternativa, como simuladores, testes in vitro, pele artificial, software entre outros” e que a “venda de animais a laboratório acho injusto e cruel”.
A mesma opinião, mais técnica, tem Danielle Tetü Rodrigues, vice presidente do Instituto Abolicionista Animal com sede em Salvador, Brasil. “o Brasil a UFRGS [Universidade Federal do Rio Grande do Sul]não usa animais há mais de cinco anos, em Londres não usam há mais de uma década“,
Ainda sobre as alternativas, Danielle conta-nos que “é preciso compreender que os animais são usados em experimentos científicos, em testes diversos e em aulas práticas em algumas universidades. Nestas três áreas em que os animais são usados, já se vislumbram vários métodos alternativos que os substituem integralmente e possibilitam alcançar o resultado com a mesma, e até muitas vezes, com mais eficácia ainda. Esses recursos alternativos são viáveis materialmente, mas também sob o aspecto econômico. Dentre tais meios, destacam-se a utilização de cadáveres especialmente preparados, meios virtuais e modelos anatômicos e simuladores, softwares 3D, experiências in vitro, enfim, uma gama de métodos que podem livrar os animais de uma prática obsoleta e cruel, como é a vivissecção”.
Estes testes referidos acima “já foram e são utilizados, apresentando resultados positivos em todos os campo”.

Em Portugal, ainda recorremos à vivissecção, o ato de dissecar animais, normalmente vivos, para testes. E parece que ainda recorrermos a dinheiros públicos para isso.
São 174 mil euros, sem IVA, entregues ao laboratório Charles River.

FONTE: Tugaleakes

sábado, 22 de março de 2014

0 Vergonhoso, querem os animais para quê?

ATENÇÃO MEUS AMIGOS:ISTO É EM STA.IRIA DE AZÓIA !!! NA RUA D PEDRO V, 32 (VÊ-SE NAS TRASEIRAS)...
O que parece um ponto negro à esq. é uma pobre cadelita que a maior parte dos dias nem vê os donos. Ao canto à esq. também é um recipiente que havia de ter água para a pobre bicha mas a maioria das vezes não tem. Os pontinhos negros no chão, são dejectos da pobre bicha que numa contagem recente ultrapassou as 3 semanas sem limpeza !!!.
PF faça algo em prol da bichinha e queixe-se na Junta de Freguesia pois eu como vizinho já o fiz mas quantos mais melhor!!!
Obrigado

terça-feira, 26 de novembro de 2013

0 Abandonar o cão, sim, mas com consciência ( Vergonhoso)

Reparem na forma requintada com que se abandona um cachorro: Preso ao sinal de trânsito proibido na Rua Serra da Lapa, junto ao caixote do lixo e com o enxoval completo; cama, almofadas, ração de boa qualidade e respetiva tigela, biscoitos, brinquedos e imaginem, uma garrafa de água. Nem mais. O animal tinha tudo, menos o principal.





( Enviado ao nosso blog )

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

0 Veja este video antes de comprar um animal !

Você não quer ser capaz de adotar seu próximo "melhor amigo", sem ser enganado?  

Você não quer seus direitos como consumidor respeitados?  

O poder está em nossas mãos em cada escolha que fazemos como consumidores.  








domingo, 24 de março de 2013

0 Homem abate cavalo para protestar contra os direitos dos animais (Video)

Os membros da Uma Página Numa Rede Social defendem os direitos dos animais.
O vídeo que aqui partilhamos mostra um homem a dizer: "A todos vocês, os activistas dos direitos dos animais, vão-se foder!", matando o animal em seguida com um tiro na cabeça do pobre animal. Após verem este vídeo, e sabendo que este homem não irá preso nem será punido, perceberão por que defendemos que os animais precisam de protecção legal.
Atenção! As imagens do vídeo poderão chocar pessoas mais susceptíveis.

A história que acompanha este caso pode ser acompanhada na seguinte ligação.
http://vimeo.com/62395510



 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga