Mostrar mensagens com a etiqueta Fernando Ulrich. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Fernando Ulrich. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

0 Primeiro-ministro não quis demarcar-se de Ulrich

Primeiro-ministro recusa-se a condenar as palavras do banqueiro que disse que todos os portugueses podem aguentar a austeridade porque os sem-abrigo a aguentam. Passos diz que não tem ações nem conta no BPI e ironiza a “extrema-esquerda” que está “muito preocupada” com o banco.

"A extrema-esquerda do parlamento está hoje muito preocupada com o BPI. Não tenho ações, nem participações, nem contas no BPI e tenho muita dificuldade em responder nessa matéria", disse esta sexta-feira Passos Coelho em resposta a uma interpelação da deputada Heloísa Apolónia, do Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV).
A deputada exigiu ao primeiro-ministro a condenação "veemente" das palavras do banqueiro Fernando Ulrich, mas Passos Coelho nada disse sobre as palavras do banqueiro, insultuosas a todos os portugueses.
Recorde-se que Ulrich disse em entrevista à TV – no dia em que comemorou os 249 milhões de lucros em 2012 que o seu banco obteve, os maiores desde 2007 – que “se os gregos aguentam uma queda do PIB de 25%, os portugueses não aguentariam porquê? Somos todos iguais, ou não?"
E, entusiasmado, prosseguiu nessa linha de argumentação: "Se você andar aí na rua e infelizmente encontramos pessoas que são sem-abrigo, isso não lhe pode acontecer a si ou a mim porquê? Isso também nos pode acontecer", para concluir: "Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?"
Para Passos Coelho, "os bancos portugueses defenderam o interesse nacional ao adquirir títulos da dívida pública portuguesa", rejeitando tratar-se de "especulação financeira". O primeiro-ministro defendeu que "o interesse público foi bem defendido" a bem da "estabilidade do sistema" com as operações dos bancos que apostaram – e lucraram – com a compra de títulos da dívida portuguesa.

0 Aqui está, como esta gente parasitária vive e "aguenta", claro que aguentam bem pois habituaram-se a viver em cima das nossas possibilidades!

Isto anda tudo ligado...

Aqui está, como esta gente parasitária vive e "aguenta", claro que aguentam bem pois habituaram-se a viver em cima das nossas possibilidades!

Segundo a Wikipédia a senhora "Isabel Diana Bettencourt Melo e Castro, filha de José Lobo de Almeida Melo e Castro, 11.° Conde das Galveias,[...] , 
►mulher de Fernando Ulrich,

fez carreira no jornalismo, até entrar para o PSD, onde foi responsável pelo gabinete de comunicação desde 1979.

►Desde Abril de 2006, Diana Ulrich integra o gabinete de apoio à Presidência da República."
http://dre.pt/pdf2sdip/2011/04/066000000/1551315514.pdf

•Que faz a esposa de um banqueiro no Palácio de Belém?!? Leva e trás informações?!? Aconselha o quê?!?




quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

0 BPI teve 249 milhões de lucros em 2012, os maiores desde 2007

Desde 2007 que o BPI não tinha lucros tão elevados num ano e, em 2012, ganhou 160 milhões de euros com a dívida pública. No entanto, o banco fechou 12 balcões e reduziu o número de trabalhadores, ficando com menos 258. Fernando Ulrich, que em outubro passado afirmou “Ai aguenta, aguenta!”, referindo-se à austeridade imposta pelo governo e a troika, desta vez queixou-se da contribuição extraordinária da banca.


O BPI apresentou nesta quarta-feira resultados consolidados relativos a 2012, foi o primeiro banco português a fazê-lo.
Em 2012, o BPI registou 249,1 milhões de euros de lucros, os maiores desde 2007. Em 2011, tinha tido prejuízos de 284,9 milhões de euros.
Essencial para a obtenção destes resultados foram os 401,4 milhões de euros que o banco ganhou com as operações financeiras e que compensaram os 306 milhões de euros de imparidades de crédito.
O banco aumentou 11,9% a receita de comissões, ganhou 292,3 milhões de euros com a recompra de passivos do banco e com as mais-valias da venda de obrigações. Só em dívida pública ganhou 160 milhões. Tem uma exposição ao financiamento do BCE de 4,2 mil milhões de euros.
Na apresentação dos resultados, Fernando Ulrich, presidente do banco, disse que o BPI teve 162,6 milhões de euros de lucros na atividade interna e 86,5 milhões na atividade internacional.
Apesar daquele elevado montante de lucros na atividade interna, o banco reduziu a concessão de crédito em 3,4% face a 2011, passando de 28,3 mil milhões de euros para 27,3 mil milhões de euros.
Segundo a Lusa, Fernando Ulrich justificou a queda na concessão de crédito, afirmando:
“A queda do crédito está ligada à queda do PIB [Produto Interno Bruto], ao comportamento fraco do investimento e à preocupação das famílias e das empresas em não se endividarem”.
O crédito malparado aumentou de 3,2% em 2011 para 4,2% em 2012, que Ulrich justificou com a evolução da economia portuguesa, mas vangloriou-se deste valor ser inferior ao de outras instituições financeiras. O BPI tinha, no final de 2012, imóveis resultantes de recuperação de crédito avaliados em 62 milhões de euros.
Os depósitos (23,8 mil milhões de euros) cresceram 0,1% em relação ao ano anterior, no entanto o conjunto dos recursos dos clientes caíram 5,5%, passando de 32,7 mil milhões de euros para 30,9 mil milhões de euros.
Fernando Ulrich queixou-se por o BPI ter pago 13,9 milhões de euros da contribuição extraordinária da banca, por alegadamente não ter em conta os resultados líquidos das instituições financeiras. O banco pagou ainda 3,6 milhões de euros a consultores do ministério das Finanças e do Banco de Portugal, para a recapitalização do banco e para a inspeção à carteira de crédito, respetivamente.
O BPI fechou 12 balcões em 2012 e reduziu o número de trabalhadores, acabando com 258 postos de trabalho. E reduziu o número de trabalhadores de 7.767 em 2008 para 6.400 em 2012, menos 17,6%. Já o número de agências caiu de 807 em 2008 para 734 no final de 2012.
Ulrich mostrou-se otimista na conferência de imprensa, quer antecipar o pagamento de 200 milhões de euros ao Estado, reduzindo o montante cedido pelo Estado ao BPI de 1.200 milhões para 1.000 milhões de euros, e afirmou: "A nossa expectativa é de que 2013 seja melhor que 2012 e pior que 2011".
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga