Mostrar mensagens com a etiqueta Ministério da Educação. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Ministério da Educação. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

0 Por Um Horário Escolar (no 1.º Ciclo) Que Não Roube A Infância PETIÇÂO

Ex.as:

Após a alteração legislativa, que incluiu explicitamente o Apoio ao Estudo na componente letiva, esperava-se que as crianças do 1.º Ciclo se libertassem das cinco horas e trinta minutos, que eram obrigadas a estar, duas vezes por semana, com o/a professor(a) titular de turma. São crianças dos cinco aos nove anos, e, manter a concentração por mais de três horas é quase impossível.

Aconteceu porém, em vários Agrupamentos, que as crianças nessa faixa etária, passaram a estar SEIS horas, TRÊS vezes por semana, com o/a titular de turma- O INTERVALO DEIXOU DE SER CONSIDERADO COMPONENTE LETIVA; AS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (AEC) são ministradas em apenas DOIS DIAS na semana. A MÚSICA, momento de descontração, divertimento e "trabalho em equipa", deixou de estar presente nas nossas escolas(no Agrupamento em causa).

Com duas horas consecutivas de Inglês e Atividade Física e Desportiva, em cada dia de AEC, há, já agora em janeiro, uma saturação, uma incapacidade de aprendizagem e de realização das atividades previstas, por cansaço físico e mental, quer nas AEC, quer na atividade curricular. Alunos que gostavam da escola, de momento, dela querem "fugir."

Acresce à situação, um horário de DUAS HORAS DE ALMOÇO, numa escola com refeitório- crianças enervadas, em conflitos constantes, que se aleijam sem querer, em espaços artificiais onde têm que ocupar tanto tempo livre. Aulas que não "rendem", porque a concentração escasseia.

Também no Estatuto do Aluno, É UM DIREITO DE TODOS E DE CADA UM, "Usufruir de um horário escolar adequado ao ano frequentado,bem como de uma planificação equilibrada das atividades curriculares e extracurriculares, nomeadamente as que contribuem para o desenvolvimento cultural da comunidade."

Assim, solicita-se a elaboração de um Horário Pedagógico, adequado aos alunos, que lhes permita ter atividade letiva até às 15 horas e 30 minutos, seguida de AEC diária, com a duração de uma hora e trinta minutos (QUE SÓ ASSIM PODERÁ SER DE FREQUÊNCIA FACULTATIVA), à semelhança do que acontece em Concelhos limítrofes.

Não é licito "roubar" o melhor tempo da vida de uma criança - A INFÂNCIA - impedindo-a de brincar e ter tempo de diversão. Afastando-a da Natureza, dos ambientes saudáveis e essenciais ao seu crescimento equilibrado.

Os Peticionários.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

1 Crianças do 2º ano da Escola Basica nº 1 em Fitares praticamente sem professor

Esta situação ocorre numa das turmas do 2º Ano onde a idade das crianças está compreendida entre os 7 e 8  anos de idade.

Os alunos da turma 2º cf da EB1 de Fitares, na Rinchoa, concelho de Sintra iniciaram aas suas aulas no dia 16 de Setembro do corrente ano.

Sendo hoje dia 13 de Novembro, estão passados  praticamente dois meses desde o inicio das aulas, as crianças em questão não tiveram ainda 1 mês de aulas completo. Tudo porque a professora titular da turma mete atestado médico atrás de atestado médico.

Contactada a Direcção do agrupamento, a mesma informa que nada pode fazer pois os atestados que a professora apresenta são no máximo de 15 dias, e que de acordo com a lei, apenas se pode agir se o mesmo passe os 30 dias. Ou seja, enquanto assim continuar, não se pode proceder á substituição da professora e os alunos continuam praticamente sem aulas, o que os prejudica de forma significativa na sua aprendizagem, já que a maior parte destas crianças que embora se encontrem no 2º ano têm muitas dificuldades, já que se trata de uma turma com alguns repetentes, e os restantes provenientes de uma outra turma do 1º ano que teve vários professores.

Foi  informado na reunião de pais pela professora, que a mesma  iria acompanhar as crianças com bastante dificuldade ( algumas ainda nem conseguem ler), dando-lhes matéria do 1º ano, utilizando os livros desse mesmo ano, o que é certo é que nem do 1º ano , nem do 2º ano a matéria avança.

 Face à impotência dos pais destas crianças em conseguir resolver a situação junto da escola, será apresentado uma reclamação junto do Ministério da Educação.






 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga