Mostrar mensagens com a etiqueta Multas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Multas. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 30 de julho de 2013

0 ASAE multa ambulância por falta de dístico de não-fumador

s Bombeiros Voluntários de Vagos foram multados pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), em 2.500 euros, por não terem, no interior de uma ambulância, um autocolante referente à proibição de fumar, conta a Rádio Renascença. O presidente da Liga de Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, considera que isto começa a ser uma “república das bananas”.


Reconhecendo que o caso é “insólito”, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos, Ricardo Fernandes, conta à Rádio Renascença (RR) que a corporação arrisca-se a pagar uma multa de 2.500 euros, apresentada pela ASAE, devido à ausência, no interior de um dos seus veículos, de um dístico de não-fumador.
Na antena da RR, Ricardo Fernandes confessa que nunca tinha ouvido falar sobre tal obrigatoriedade, até ao dia em que recebeu uma notificação da ASAE, tendo posteriormente confirmado na lei o que até agora desconhecia.
“O INEM certifica aquilo com tudo e mais alguma coisa e, entretanto, a ambulância veio de lá com o alvará certinho, [mas] por falta de um autocolante a não permitir que se fumasse, (…), decidiram que iriam instaurar uma coima”, revela o representante, acrescentando que “à cautela”, a corporação decidiu colocar dísticos em todas as suas ambulâncias porque “estamos a falar de uma coima mínima de 2.500, não é propriamente uma brincadeira, e a verdade é que pode ir até aos 10 mil euros”.
Também contactado pela RR, o presidente da Liga de Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, considera que “os corpos e associações de bombeiros andam a ser perseguidos, neste momento pela ASAE e pelas autoridades policiais”, algo que, sublinha, não podem “admitir”.
“Procuramos todos os dias, através de uma postura séria e rigorosa, criar estabilidade e respeito institucional entre os vários actores neste processo, mas não estamos para admitir que isto continue assim. Senão, isto não é uma república democrática, é uma república das bananas, em que se exige tudo”, contesta Jaime Marta Soares.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

0 Quem rouba milhões anda a solta e ainda goza o panorama!

Ontem na feira de velharias de Barão de São João, Lagos, uma operação conjunta da GNR e ASAE chocou a comunidade estrangeira residente. Publicamos aqui um dos vários testemunhos que nos têm chegado à redacção:

"Ontem de manhã, GNR, SEF e ASAE, numa operação concertada, invadiram a feira mensal de Barão de São João. Eram muitos operacionais, vindos de longe em carros, jipes e carrinhas.

Aplicaram dezenas de coimas, por “crimes” diversos: estar estacionado na beira da estrada, não ter licença de vendedor ambulante, ter licença de feirante mas não estar num local destinado a feiras ou não ter as condições consideradas adequadas para a confeção ou venda de alimentos.

As coimas eram redigidas, impressas e cobradas numa carrinha-escritório, que até tinha aparelho para pagamento com cartão multibanco.

Foram milhares de euros arrecadados em pouco tempo: 12,47€ por ter um pano no chão com roupa usada sem licença de vendedor ambulante, 60€ por estar estacionado na berma da estrada ou caminho rural, ou mesmo 125€ por não ter o selo do seguro do carro colado no vidro, retaliação por não terem conseguido retirar-me a máquina fotográfica com que registei estes momentos.

Não havia por aqui ladrões nem bandidos, ninguém se queixou nem chamou aqueles senhores.

A Feira de Barão acabou! Era um reduto de liberdade e boa disposição, nestes tempos cinzentos.

Manifestemos a nossa indignação!"

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

0 Multada na A5 por colocar rimel

click para ampliar !

Hoje faltei a uma reunião que começava às 9h da manhã, porque fiquei retida durante mais de meia hora pela GNR, para ser multada da prática de "aplicar o rimel", aproveitando os momentos em que estava com o carro PARADO, no pára-arranca na A5 até Lisboa.
Depois de apelar ao bom-senso do Sr. agente, explicando que o fiz sem o carro estar em andamento e que por isso não pus propriamente em causa uma condução em segurança, ele insistiu que a coima para a contra-ordenação era de 60€ e sendo que me recusei a pagar, fiquei com os documentos apreendidos. E agora?
Espero que o Cabo 708/1920605 Pedro Alberto Mateus do destacamento de trânsito de Carcavelos, chegue hoje ao final do dia com o sentimento de dever cumprido, depois de ter afastado mais uma perigosa "criminosa da maquilhagem", das estradas Portuguesas.
É este o meu país, para o qual trabalho arduamente todos os dias de mangas arregaçadas!
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga