Mostrar mensagens com a etiqueta Polícia. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Polícia. Mostrar todas as mensagens

domingo, 28 de dezembro de 2014

0 Vejam onde foi parar o carro do Di Maria ! O tal que foi roubado e apanhado com 40 quilos de droga ! A psp está em grande!




Um Audi R8 integra a frota da PSP. O objetivo é utilizar o carro em fiscalizações rodoviárias. O carro de alta cilindrada foi confiscado a um traficante de droga e antes pertenceu ao jogador Angel Di María, quando este jogava no Benfica.

quinta-feira, 6 de março de 2014

0 PSP Abuso de poder, incompetência ou…?

ABUSO DE PODER? INCOMPETÊNCIA? OU COMPROMETIDOS?

psp1 Anteontem, quando acabei de escrever o jornal Correio de Sintra, eram cerca das 03h00, de regresso a casa, passei, a pé, pelo Casal do Cotão, no Cacém, e vi uma viatura da PSP mal estacionada junto a um bar de alterne. Pensei que os polícias estavam a fazer uma rusga no bar e fui lá ver o que se passava (sou jornalista criminal). Simulei que apenas queria beber um copo com barulho e comprar cigarros. Falei com uma das alternadeiras e ela disse-me que os polícias da esquadra do Cacém são clientes assíduos daquele espaço. Que vão lá beber uns copos e “conviver” com as meninas. Quando saí do bar fotografei o carro da PSP mal estacionado.
Fui apanhado por uma patrulha policial em pleno ato fotográfico. Abordado pelos polícias, pediram-me a identificação e que justificasse o que estava ali a fazer. Dei o meu Bilhete de Identidade, disse que era um cidadão comum, e que estava a fotografar uma rua onde se encontrava um carro da PSP mal estacionado.
O mais engraçado, é que os três agentes que me abordaram circulavam num carro da Escola Segura. Pergunta óbvia: o que fazia um carro da Escola Segura com três agentes às quatro e tal da manhã junto a um bar de alterne? Estavam a vigiar alguma escola? Resposta dos agentes: “Não temos viaturas suficientes e temos de usar esta.” Mas, logo que fiz esta pergunta, um dos agentes tirou-me o telemóvel e encostou-me contra o carro, procedendo a uma revista, isto apesar de de me ter identificado e não ter cometido qualquer crime. Depois mostrei a minha carteira profissional e as coisas acalmaram.
psp3Exigi a devolução do telemóvel, o que foi feito, mas o agente insistiu que tinha de apagar as fotografias com o carro patrulha da Escola Segura. Para evitar chatices, apaguei a fotografia. As alternadeiras começaram a sair e abandonaram o bar. Mas eu, que só queria voltar para casa, ainda por cima a pé e com um frio dos diabos, ali estava eu, à mercê dos três agentes supostamente da “Escola Segura”. Afinal eram agentes da denominada Esquadra de Investigação Criminal, sobre a qual não me vou pronunciar agora.
O agente da PSP inseriu, de forma abusiva, porque eu não tinha praticado qualquer crime, os meus dados no novo sistema que têm de comunicações e apareceu lá um processo que tenho desde 2006 e que já se encontra prescrito há vários anos, relacionado com uma infracção de trânsito. Porém, foi motivo para eu ficar detido, sujeito às intempéries, como se de um assassino se tratasse. Com frio, os agentes decidiram meter-me no carro da Escola Segura e levaram-me para a esquadra do Cacém. De nada valeu identificar-me como jornalista, explicar que o caso estava prescrito, que tenho imensos processos em tribunal por força da minha profissão, e que só queria ir para casa descansar porque às 07h00 tinha de me levantar para ir fazer uma reportagem para o Notícias de Cascais. Fiquei nesta lenga-lenga até depois das 06h00. Escusado será dizer que não dormi nada e fiz uma direta.
Tenho informações seguras que há agentes da PSP do Cacém que frequentam bares de alterne e fazem extorsão sobre os donos desses estabelecimentos e “abusam das alternadeiras”, entre outras práticas de corrupção. Os agentes que vi no bar em causa estavam a beber e não a fiscalizar coisa nenhuma. Ficaram em pânico quando me viram fotografar o carro-patrulha. Fui rodeado por cinco agentes. Quiseram apreender-me o telemóvel e só não o fizeram porque eu exigi um mandado judicial.
Não respeitaram o facto de eu ser um jornalista. Levaram-me detido num carro patrulha sem ter cometido nenhum crime, numa clara manifestação de abuso de poder. Fui revistado porque estava a tirar uma fotografia na via pública.
É neste país que queremos viver?
Não apaguei as fotografias do carro-patrulha mal estacionado em frente ao bar de alterne do Casal do Cotão. Temos pena!!!
Texto de Carlos Tomás – Jornalista

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

0 Saiba onde estão os radares de velocidade da PSP este mês


A Polícia de Segurança Pública dá conta das próximas acções de fiscalização rodoviária que visam a questão do excesso de velocidade

A PSP voltou a divulgar os locais e as horas onde, durante este mês de Fevereiro, vai instalar radares de controlo de velocidade.
Numa mensagem publicada na rede social Facebook, com o título "Quem o avisa", a Polícia de Segurança Pública dá conta das próximas acções de fiscalização rodoviária que visam a questão do excesso de velocidade.

Veja aqui a lista dos locais:
AÇORES
05-fev-14 07H45 Via Vitorino Nemésio - Angra do Heroísmo
19-fev-14 07H45 Terreiro das Covas, freguesia da Ribeirinha
13-fev-14 14H00 Freguesia e concelho de Lajes do Pico - Pico
21-fev-14 19H00 Freguesia e concelho de Madalena – Pico
26-fev-14 08H00 Freguesia de S. António, concelho S. Roque – Pico

AVEIRO
03-fev-14 08H00/14H00 Estrada Nacional 235 - Aradas -Aveiro
04-fev-14 14H00/20H00 Estrada Nacional 109, Km 4 - Silvalde - Espinho
05-fev-14 14H00/20H00 Avª. da Liberdade - São João da Madeira
07-fev-14 08H00/14H00 Estrada Nacional 109 – Km 58.1 - Aveiro
07-fev-14 14H00/18H00 Rua Família Colares Pinto - Ovar
11-fev-14 14H00/20H00 Estrada Nacional 109 – Km 58.1 - Aveiro
11-fev-14 14H00/20H00 Rua da Estrada Nacional - Santa Maria da Feira
14-fev-14 14H00/20H00 Avª. Central Norte - PARAMOS - Espinho
17-fev-14 08H00/14H00 Avª. da Universidade - GLÓRIA - Aveiro
18-fev-14 14H00/20H00 Avª. Casal Delo- ão João da Madeira
20-fev-14 14H00/20H00 Estrada Nacional 109 (Junto à Corvauto) - Aveiro
24-fev-14 14H00/20H00 Estrada Nacional 109 – Km 58.1 - Aveiro
25-fev-14 14H00/20H00 Rua da Circunvalação - Santa Maria da Feira
26-fev-14 08H00/12H00 Estrada Nacional 109 (Junto ao Xamax) - Ovar
28-fev-14 08H00/14H00 Estrada Nacional 109 – Km 58.1 - Aveiro

BEJA
05-fev-14 09H00/12H00 Av.ª Salgueiro Maia-Beja
12-fev-14 09H00/12H00 Rua Zeca Afonso-Beja
26-fev-14 09H00/12H00 Avª. Salgueiro Maia-Beja

BRAGA
05-fev-14 14H00/17H00 Variante de Creixomil - Guimarães
07-fev-14 22H00/04H00 Av. António Macedo - Braga
08-fev-14 14H00/18H00 Variante Nascente de VN - Famalicão
21-fev-14 23H00/05H00 Avª. João Paulo II - Braga
25-fev-14 14H00/20H00 Avª. António Macedo - Braga

BRAGANÇA
13-fev-14 08H00/13H00 Av.ª das Comunidades Europeias - Mirandela
21-fev-14 08H00/13H00 Avenida das Cantarias - Bragança

CASTELO BRANCO
05-fev-14 08H00/12H00 Avª Pêro da Covilhã (Covilhã)
05-fev-14 08H30/12H30 Avª da Europa (C.Branco)
14-fev-14 14H00/18H00 Avª de Espanha / Buenos Aires C.Branco)
26-fev-14 08H00/12H00 Avª Pêro da Covilhã (Covilhã)

COIMBRA
03-fev-14 14H00 Av.ª 12 de Julho - Figueira da Foz
06-fev-14 09H00 Circular Externa - Coimbra
14-fev-14 19H00 Av.ª Dr. Francisco Sá Carneiro - Figueira da Foz
14-fev-14 14H30 Av.ª da Lousã - Coimbra
26-fev-14 08H00 Av.ª Inês de Castro - Coimbra
28-fev-14 08H00 Av.ª Dr. João Alves - Figueira da Foz

ÉVORA
06-fev-14 07H00 EN 254 - Évora
12-fev-14 09H00 Avenida Rainha Santa Isabel - Estremoz
13-fev-14 08H30 EN 114 - Évora
17-fev-14 08H30 EN 254 - B.º das Nogueiras - Évora
25-fev-14 09H00 Estrada Nacional 18 (ao Gil) - Estremoz
26-fev-14 08H30 EN 18 - Évora

FARO
01-fev-14 10H00 Rotunda Oceano Atlântico - (Portimão)
24-fev-14 08H00 Rua da Cruz Vermelha – (Tavira)
28-fev-14 10H00 Av. 5 de Outubro - (Olhão)

GUARDA
28-fev-14 14H00 Via de Cintura Externa da Guarda

LEIRIA
04-fev-14 14H00/17H00 Avenida Artur Capristano – Caldas da Rainha
19-fev-14 09H00/12H00 Rua Central do Moinho de Cima e na Estrada da Maceira – M. Grande

LISBOA
04-fev-14 09H00/12H00 EN6 - AV. Marginal Sentido Cascaos-Estoril
13-fev-14 22H00/01H00 EN 1 - Recta do Cabo, em Vila Franca de Xira
19-fev-14 08H00/12H00 Avenida da Índia
21-fev-14 09H00/12H00 Variante de acesso ao Loureshopping - Loures
24-fev-14 14H00/18H00 Avenida Calouste Gulbenkian
26-fev-14 14H30/16H00 Avenida Engenheiro Duarte Pacheco - Queluz

MADEIRA
03-fev-14 07H45 Estrada da Fundoa, Avenida das Madalenas e Estrada do Aeroporto - Funchal
12-fev-14 13H45 Avenida do Infante, Estrada Monumental e Rua Pestana Júnior - Funchal
12-fev-14 13H00 Via Expresso 4, Freguesia da Serra de Agua - Ribeira Brava
13-fev-14 14H00 Rua da Ribeira - Machico
14-fev-14 07H00 VE 5 - Machico
17-fev-14 13H45 Rua Pestana Júnior, Rua 5 de Outubro e Avenida da Madalenas - Funchal
20-fev-14 13H45 Avenida do Amparo, Estrada Monumetal e Rua Pestana Júnior -Funchal
21-fev-14 08H00 VÊ 1 - Túnel do Cortado/Pico Tanoeiro - Santana
24-fev-14 07H45 Avenida do Infante, Rua 5 de Outubro e Rua Pestana Júnior - Funchal
27-fev-14 07H45 Rua Pestana Júnior, Rua 5 de Outubro e Avenida da Madalenas - Funchal

PORTALEGRE
10-fev-14 08H00/11H00 Avª. de Badajoz - Elvas
17-fev-14 14H30/17H00 Avª. do Badajoz - Portalegre
24-fev-14 09H00/12H00 Avª. do Badajoz - Portalegre

PORTO
04-fev-14 14H00/20H00 Avª Marechal Gomes da Costa - Porto
11-fev-14 20H00/24H00 Rua Ribeiro Cambado - Valongo
19-fev-14 14H00/20H00 Estrada da Circunvalação – 11124 - Matosinhos
25-fev-14 08H00/12H00 Avª D. João II – Oliveira do Douro

SANTARÉM
03-fev-14 14H00/17H00 EN 365 - Entoncamento
04-fev-14 14H00/16H00 EN N.º 3 - KM 34 - Santarém
06-fev-14 14H00/17H00 EN. n.º 110 - Carvalhos de Figueiredo - Tomar
07-fev-14 14H00/18H00 Rua Joaquim Francisco Alves - Ourém
10-fev-14 08H00/12H00 Av. Dr. Francisco Sá Carneiro - Abrantes
12-fev-14 14H00/18H00 Av. das Côtoas - Torres Novas
13-fev-14 08H00/12H00 EN. n.º 110 - Alvito - Tomar
14-fev-14 16H00/18H00 Circular Urbana D. Luís I - Santarém
17-fev-14 18H00/20H00 Alameda do Futuro - Cartaxo
18-fev-14 14H00/18H00 Av. António Farinha Pereira - Abrantes
19-fev-14 10H00/13H00 Rua Escola Regentes Agrícolas - Santarém
19-fev-14 08H00/12H00 Rua 1.º de Maio - Torres Novas
24-fev-14 08H00/12H00 Av. dos Bombeiros Voluntários - Ourém
25-fev-14 07H30/09H30 Rua Serpa Pinto - Cartaxo
26-fev-14 08H00/12H00 Rua D. Afonso Henriques - Entroncamento

SETÚBAL
04-fev-14 09H00/13H00 EN 10 - Km 42.1 – Setúbal
07-fev-14 08H00/11H00 Av.ª Do Bocage – Barreiro
14-fev-14 14H00/18H00 Avª Arsenal do Alfeite – Almada
17-fev-14 07H00/11H00 Av.ª Garcia de Orta e Av.ª Fialho Gouveia-Montijo
21-fev-14 15H00/18H00 Av.ª 1.º de Maio – Fogueteiro - Seixal

VIANA DO CASTELO
04-fev-14 14H30/17H30 Avª Paulo VI – Darque - Viana do Castelo
11-fev-14 21H00/24H00 Via Foral D. Teresa – Ponte de Lima
27-fev-14 21H00/24H00 Estrada da Papanata – Viana do Castelo

VILA REAL
11-fev-14 14H00/17H00 Rua Rainha Dona Mafalda - Chaves
12-fev-14 13H30/15H30 Rua Vasco Sameiro - Vila Real
24-fev-14 14H00/17H00 Avenida do Tâmega - Chaves
26-fev-14 13H30/15H30 Avenida da Europa - Vila Real

VISEU
05-fev-14 14H30 Estrada de Nelas, Viseu
14-fev-14 22H00 Estrada da Circunvalação, Viseu
15-fev-14 08H00 Av. Dom Egas Moniz - Lamego
21-fev-14 08H00 Circular Sul, Viseu
24-fev-14 08H00 Av. Tenente Coronel Silva Simões, Viseu
25-jan-00 08H00 Av. Dom Egas Moniz - Lamego



quinta-feira, 4 de julho de 2013

0 Policia mata cão enquanto prende o dono por filmar na rua (Video)

Este caso muito chocante que aconteceu em Hawthorne, California está a revoltar a América. Um homem que estava a passear o seu cão pegou no seu telemóvel para filmar alegadamente uma detenção. A polícia de Hawthorne tinha vários carros no meio da estrada e todos decidiram vir ver o que se passava. O homem pelo que se pode ver nas imagens é avisado pela polícia, mete o seu cão no carro e vai ter com os agentes, que o prendem de imediato. O animal saiu do carro em defesa do dono e a policia desatou aos tiros ao cão. Não foi só um tiro, foram vários. As imagens foram captadas por outra pessoa que também estava a filmar a alegada detenção. Alertamos que as imagens podem chocar os utilizadores mais sensíveis.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

0 Quem rouba milhões anda a solta e ainda goza o panorama!

Ontem na feira de velharias de Barão de São João, Lagos, uma operação conjunta da GNR e ASAE chocou a comunidade estrangeira residente. Publicamos aqui um dos vários testemunhos que nos têm chegado à redacção:

"Ontem de manhã, GNR, SEF e ASAE, numa operação concertada, invadiram a feira mensal de Barão de São João. Eram muitos operacionais, vindos de longe em carros, jipes e carrinhas.

Aplicaram dezenas de coimas, por “crimes” diversos: estar estacionado na beira da estrada, não ter licença de vendedor ambulante, ter licença de feirante mas não estar num local destinado a feiras ou não ter as condições consideradas adequadas para a confeção ou venda de alimentos.

As coimas eram redigidas, impressas e cobradas numa carrinha-escritório, que até tinha aparelho para pagamento com cartão multibanco.

Foram milhares de euros arrecadados em pouco tempo: 12,47€ por ter um pano no chão com roupa usada sem licença de vendedor ambulante, 60€ por estar estacionado na berma da estrada ou caminho rural, ou mesmo 125€ por não ter o selo do seguro do carro colado no vidro, retaliação por não terem conseguido retirar-me a máquina fotográfica com que registei estes momentos.

Não havia por aqui ladrões nem bandidos, ninguém se queixou nem chamou aqueles senhores.

A Feira de Barão acabou! Era um reduto de liberdade e boa disposição, nestes tempos cinzentos.

Manifestemos a nossa indignação!"

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

0 Juiz afirma que recolha de imagens não editadas na RTP é uma “atividade ilegal e ilícita"

Juiz conselheiro do Tribunal Constitucional jubilado Guilherme da Fonseca defende que “a atuação policial na repressão da manifestação” de 14 de novembro foi “excessiva e desproporcionada” e adianta que a recolha de imagens não editadas na RTP pela PSP é “inconstitucional e ilegal” e que acarreta, “no mínimo, responsabilidade criminal, por ilícitos contra bens jurídicos pessoais”.

Num artigo de opinião intitulado “A manifestação de 14 de novembro e a indignidade da atuação policial”, publicado no jornal Público, o Juiz conselheiro do Tribunal Constitucional jubilado Guilherme da Fonseca defende que “a atuação policial na repressão da manifestação [de 14 de novembro], ainda que para pôr cobro às marginalidades ou ocorrências que aconteceram, após longo período de desafios dos manifestantes”, pode qualificar-se de “excessiva e desproporcionada, contrariando os limites constitucionalmente definidos (...), em especial e, pelo menos, relativamente às pessoas presentes no local ou passantes, que nada tiveram a ver com tais marginalidades ou ocorrências”.
Guilherme da Fonseca refere-se ainda ao “excesso de meios coercivos nas operações materiais da polícia, envolvendo o uso de bastões, que é constitucionalmente reprovado e sem cobertura na Lei de Segurança Interna, e que, no limite, poderia ter justificado o exercício do direito de resistência [constitucionalmente reconhecido] por parte dos manifestantes”.
No que respeita “ao pedido de cedência de imagens e de sons obtidos para fins jornalísticos e noticiosos, para serem gravados, feito pela autoridade policial à RTP, no dia seguinte, e que foi atendido”, o juiz conselheiro do Tribunal Constitucional jubilado conclui que se tratou de uma “atividade ilegal e ilícita da autoridade policial, com violação do direito ao sigilo profissional dos jornalistas”.
Além de “inconstitucional e ilegal” este procedimento “acarreta, no mínimo, responsabilidade criminal, por ilícitos contra bens jurídicos pessoais”, defende.
“Ainda que, por hipótese, a gravação do visionamento dos acontecimentos de 14 de novembro chegasse, como chegou, por via tortuosa, às mãos da autoridade policial, a prova assim obtida nunca poderia ser utilizada em processo penal, por não obedecer ao condicionamento legal e por faltar a autorização judicial prévia”, adianta ainda Guilherme da Fonseca.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

0 Polícias municipais também aderem a protesto contra a austeridade

O Sindicato Nacional das Polícias Municipais anunciou, esta sexta-feira, que vai aderir à manifestação marcada para sábado, em Lisboa, convocada pela CGTP em protesto contra as medidas de austeridade.



Em comunicado enviado à Lusa, o Sindicato Nacional das Polícias Municipais (SNPM) refere que a decisão foi tomada na quarta-feira, em reunião da direção.
"Demonstrar o descontentamento pelo abandono total desta carreira de polícia, por parte do Governo" e apoiar "esta central sindical" são os motivos que levaram a direção a decidir aderir à manifestação.
Na terça-feira, depois de uma reunião entre os representantes de várias forças de segurança, foi anunciada a adesão da polícia ao protesto. Essa reunião não contou, no entanto, com a representação da Polícia Municipal.
A Polícia Municipal junta-se agora à Polícia de Segurança Pública (PSP), à Guarda Nacional Republicana (GNR), à Polícia Marítima, aos Guardas Prisionais, à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).
O coordenador e porta-voz da comissão dos sindicatos das forças policiais, Paulo Rodrigues, afirmou, na terça-feira, que a política do Governo "não é nada conveniente nem para os portugueses nem especificamente para os polícias".
"Há um duplo sacrifício que está a ser pedido aos profissionais das várias polícias, não só porque se aplica esta redução de vencimento, mas por problemas internos, como a não alteração dos estatutos profissionais ou a não aplicação de estatutos a todos os profissionais, como acontece na PSP e na GNR", explicou.
O responsável referiu ainda que "os polícias estão em luta e, por isso, decidiram participar em todas as ações de protesto contra estas medidas [de austeridade] que sejam organizadas pelas centrais sindicais, UGT ou CGTP, iniciando a participação já no dia 29 [sábado], na manifestação agendada pela CGTP".

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

0 PSP abandona morto

O corpo de um homem de 72 anos ficou ontem 13 horas estendido na via pública, nas Caldas da Rainha, junto a um cão que estava preso com uma corrente e um cadeado, e que a vítima ia libertar.



Morreu, e os familiares e amigos da vítima estão revoltados com a PSP, que, depois de Augusto Coutinho ter sido encontrado às 10h30, abandonou o local às 12h00 – tendo deixado o cadáver no chão até às 16h30, altura em que foi removido pela agência funerária.
Augusto Coutinho, professor de História reformado e antigo instrutor de judo, tencionava soltar o cão, que há algumas semanas estava numa improvisada casota, na esquina da rua onde residia, no bairro da Ponte. Não o fez porque morreu junto ao animal, em circunstâncias que estão ainda por apurar.
Incomodado com as condições em que o animal ali ficava – com uma corrente enrolada ao pescoço e fechada com um cadeado – o ex-docente, bastante conhecido na cidade por ter dado aulas a várias gerações de habitantes, já tinha apresentado uma queixa na esquadra da PSP.
Pelas 03h30 de ontem, munido de um alicate e de uma lanterna, foi libertar o cão. Mas não regressou. A mulher deu pelo desaparecimento de manhã e comunicou ao filho, que procurou o pai nas redondezas, vindo a descobri-lo às 10h30, caído junto ao animal. Os agentes da PSP colocaram uma fita a circundar a área e, após as diligências oficiais, saíram do local às 12h00 – deixando o cadáver e o cão lado a lado durante quatro horas e meia, o que provocou desagrado junto dos familiares da vítima.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

0 Começa hoje julgamento de prostituta que extorquiu milhares com ajuda de polícia

O Tribunal da Covilhã começa hoje a julgar um grupo criminoso em que uma prostituta é acusada de seduzir e extorquir milhares de euros a homens ameaçados por cúmplices, com a ajuda de um chefe de polícia.
A vítima que perdeu mais dinheiro ficou sem 400 mil euros e teve que recorrer ao Rendimento Social de Inserção e até o marido da principal arguida caiu na miséria e foi apoiado por uma instituição antes de morrer, refere a acusação.
O caso investigado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem 10 arguidos, sendo que a mulher, Janete Pires, 39 anos, e o companheiro, Ricardo Madaleno, 33 anos, cantoneiro da Câmara da Covilhã, estão em prisão preventiva.
Janete, natural do Brasil, assume-se como prostituta, dirigiu uma casa de alterne e está acusada de oito crimes: extorsão na forma continuada, associação criminosa, burla qualificada, lenocínio, auxílio à imigração ilegal com intenção lucrativa, corrupção ativa e dois crimes de falsificação de documento.
Segundo a acusação, Ricardo era um dos cúmplices que entrava nos estratagemas de Janete, ameaçava e agredia vítimas para entregarem elevadas quantias em dinheiro.
Está acusado, em coautoria com outros arguidos, dos crimes de extorsão na forma continuada, falsificação de documentos e um crime de associação criminosa.
O chefe de polícia responde pela coautoria dos mesmos crimes e pessoalmente por um crime de corrupção passiva.
Francisco Casteleiro, casado, 55 anos, está suspenso de funções e o Ministério Público considera que teve «uma importante participação» na associação criminosa, sobretudo com «obtenção de dados pessoais para execução no terreno das práticas ilícitas», recorrendo a «meios do Estado».
De acordo com a acusação, trata-se de «um grupo criminoso no qual todos os membros têm funções definidas e parte nos lucros».
Além da decisão que a Justiça portuguesa vai tomar, a principal arguida já tem pena de prisão para cumprir no Brasil.
Foi «julgada e condenada numa pena de dois anos e sete meses pela prática de um crime de tráfico de pessoas na forma tentada», segundo uma decisão da 5.ª Vara da Secção Judiciária do Estado de Góias.
A extradição já foi requerida e diferida para depois de concluído o processo (e cumprida eventual pena).
A primeira sessão do julgamento está marcada para hoje às 09h00.
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga