Mostrar mensagens com a etiqueta Remax. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Remax. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

0 Seguro para garantir pagamento das Rendas

Imobiliária lança seguros contra falhas de pagamento de inquilinos

A solução Renda Garantida tem um custo de 4% do valor anual das rendas, num mínimo de 192 euros

 Os proprietários já não precisam de se preocupar com o incumprimento. A Solução Renda Garantida, lançada pela Remax e disponível desde ontem, assegura o pagamento das rendas caso os inquilinos não consigam fazer face às mesmas.

“A iniciativa pretende assegurar a protecção dos arrendatários em caso de incumprimento por parte dos inquilinos, independentemente do motivo e após falha do primeiro pagamento”, explica o director de operações da Maxfinance (consultora financeira do grupo Remax), Gustavo Jorge, durante a apresentação do produto. “Outra grande vantagem consiste na cobertura de rendas até 12 meses ou até o imóvel ficar devoluto”, acrescenta.

O serviço cobre ainda todas as despesas jurídicas e os custos relacionados com os despejos, tornando-se assim a primeira solução deste género a existir no mercado desde a nova lei das rendas.

Em troca deste serviço, o proprietário tem de pagar 4% do valor anual das rendas, num montante mínimo de 192 euros. Por exemplo, numa renda de 300 euros, apesar de os cálculos darem 144 euros, o arrendatário terá de pagar o mínimo obrigatório.

“Este produto vai, sem dúvida, trazer vantagem competitiva à Remax, já que é exclusivamente seu durante dois anos, permitindo-lhe efectuar mais transacções”, sublinha a CEO da empresa, Beatriz Rubio.

A responsável esclarece que a Remax funciona apenas como intermediária entre o proprietário e a britânica FCC Paragon, que faz o estudo de risco do inquilino e que paga as rendas em incumprimento. Ou seja, é esta firma que “faz o estudo de referenciação de inquilinos que recebe os 4% da renda anual. A única vantagem da Remax é ganhar mais contratos”, sublinha.

Para 2013, Beatriz Rubio afirma que, com esta solução, o objectivo é atingir as 3 mil transacções, num universo de 23 ou 24 mil.

O volume de negócios da Remax foi de mil milhões de euros em 2012 (menos 8% que em 2011), dois quais 60% corresponderam a arrendamento e 40% a vendas. Recorde-se que, de acordo com a nova lei do arrendamento, dois meses é o tempo máximo que o inquilino pode estar sem pagar a renda antes de o proprietário poder avançar com o despejo. Contudo, devido ao elevado número de incumprimentos, esta solução não abrange locais comerciais.
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga