Mostrar mensagens com a etiqueta Rendimento Social de Inserção. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Rendimento Social de Inserção. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 19 de março de 2015

0 Dezenas de policias de intervenção despejam 1 mãe e duas crianças menores em espinho

Dezenas de policias de intervenção despejam 1 mãe e duas crianças menores 
A desocupação coerciva de uma mãe e dois filhos menores de uma habitação do bairro novo em Silvalde, Espinho, provoca indignação dos vizinhos.
Policia de intervenção reprimiu amigos e vizinhos que apoiavam Juliana Ferreira.
Susana Valente, membro da Comissão Política do PSD de Espinho e da Assembleia Municipal fez o seguinte comentário no facebook: "Queixam-se de quê! Agora deveria ser penhorado os 133€ de RSI" (único rendimento da família). 

A unica solução apresentada pela câmara foi a de colocar Juliana e as duas crianças temporariamente numa instituição.

FONTE : Guilhotina.info

sábado, 10 de janeiro de 2015

0 Mulher perde Rendimento Mínimo por brincadeira no Facebook

Uma mulher residente no concelho de Abrantes deixou de receber o Rendimento Social de Inserção (RSI) aparentemente por causa de um "post" em tom de brincadeira que colocou no Facebook, a dizer que ia viajar.
O Centro Distrital de Segurança Social de Santarém cortou-lhe inesperadamente o chamado Rendimento Mínimo alegando "ausência do país", mas o facto é que a beneficiária - que pede reserva de identidade por temer mais complicações - nunca saiu de Portugal.
A mulher, de 39 anos, sofreu um grave acidente de viação em junho de 2014, tendo sido submetida a duas operações cirúrgicas.
Antes da segunda intervenção, no início de novembro, colocou na sua página pessoal do Facebook a imagem de uma boneca em cima de várias malas de viagem, a dizer que estava a caminho da Suíça.
A mensagem era uma simples brincadeira dirigida aos amigos, ironizando com o facto de não poder aceder à rede social enquanto estivesse hospitalizada.
No final de novembro, sem que nada o fizesse prever, recebeu uma carta da Segurança Social a informá-la que o RSI tinha sido cessado com base no Artigo 22º, ou seja, por "ausência do país".
Segundo a queixosa, o Facebook é única origem possível para esta disparatada confusão.
Para mais, a técnica dos serviços da Segurança Social de Abrantes que instruiu o seu processo do RSI era sua "amiga" na página pessoal e "chegou a colocar «gosto» na referida foto", segundo relatou a beneficiária à Rede Regional.
Segurança Social agrava asneira com exigência "ridícula"
tomarsegurancasocial02Desempregada e com dois filhos menores a seu cargo, a beneficiária - que auferia cerca de 285 euros mensais - não recebe qualquer apoio social desde o passado mês de dezembro.
Após ter sido notificada da decisão, juntou os documentos que tinha do internamento hospitalar e apresentou a sua contestação na Segurança Social.
Além de não reconhecer o lapso, os serviços exigiram à mulher que apresentasse um atestado da Junta de Freguesia da sua área de residência a certificar que nunca se tinha ausentado do país.
"O que é perfeitamente ridículo, pois sabe lá o presidente da Junta se eu andei no estrangeiro ou não", desabafou a queixosa à Rede Regional.
A Rede Regional solicitou esclarecimentos ao Instituto da Segurança Social, em Lisboa, que não nos fez chegar nenhuma resposta substantiva com explicações relativas ao caso em apreço.
Entretanto, a mulher já descreveu o caso no Livro de Reclamações dos serviços da Segurança Social de Tomar.

segunda-feira, 4 de março de 2013

0 Desempregada envia a Cavaco cheque de oito euros de RSI

“Excelentíssimo senhor Presidente da República, junto à carta envio em anexo o meu cheque de RSI no valor de 8,91 euros, que considero um insulto”, indica a carta que uma mulher desempregada de 48 anos enviou a Cavaco Silva. 

De acordo com a SIC, a beneficiária do RSI tem um rendimento mensal de apenas 180 euros, vivendo, aos 49 anos, com a ajuda dos pais, que lhe pagam nomeadamente os medicamentos para a depressão nervosa de que padece.
Em meados de 2012, a mulher começou por receber 50 euros de RSI, mas o valor tem vindo a descer até aos actuais 8,91 euros.
“Espero que este vale seja útil para os portugueses. Para mim não passa de uma grande vergonha”, diz a carta enviada ao Presidente. A beneficiária do RSI teve mesmo de pedir quatro euros à irmã para registar a carta, conta a SIC.
 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga