Mostrar mensagens com a etiqueta SLN. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta SLN. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 26 de abril de 2013

0 BPN A Roubalheira Continua

MAIS UMA GRANDE FALTA DE VERGONHA DAS MÁFIAS QUE NOS GOVERNAM.

ENQUANTO O POVO CONTINUA A SER OBRIGADA A PRIVAR-SE DOS CUIDADOS DE SAÚDE MAIS BÁSICOS, DEVIDO ÀS ELEVADAS TAXAS MODERADORAS, SABE-SE AGORA QUE O S.N.S CONTINUA A PAGAR A EMPRESAS DO GRUPO BPN PARA PRESTAREM SERVIÇOS. ESTAMOS A FALAR DE MILHÕES (ALÉM DOS QUE FORAM JÁ APLICADOS A FUNDO PERDIDO POR TODOS OS CONTRIBUINTES"

" Estado contrata grandes devedores do BPN
Contas feitas por baixo, a Galilei - grupo que sucedeu à SLN, ex-dona do BPN - já cobrou ao Serviço Nacional de Saúde mais de €50 milhões. Isto apesar da dívida, superior a €1,5 mil milhões, que o Tesouro atribui àquela holding e aos seus acionistas de referência, em créditos e ativos tóxicos


Parecia que estávamos a tratar de segredos de Estado. Após dias a fio de troca de "e-mails" e telefonemas, o gabinete do ministro da Saúde, Paulo Macedo, lá "libertou" a informação de que o SNS, em 2011 e 2012, tinha pago, no âmbito dos cuidados primários (Unidades de Saúde Familiar/Centros de Saúde), perto de €5 milhões à IMI e à Cedima, clínicas de exames complementares de diagnóstico detidas a 100% pela Galilei, que as herdou da SLN.
Mas a VISÃO, através de fontes absolutamente fidedignas, descobriria, numa escala financeira bem maior, mais €46,5 milhões em contratos hospitalares públicos com a Galilei, que até incluem uma PPP e a gestão de um Serviço de Imagiologia. Assunto polémico - no mínimo."

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

0 Novos secretários de Estado: Ex-administrador da SLN no Governo

O site da Presidência da República divulgou ao final da tarde a lista dos novos secretários de Estado que substituem os seis nomes que vão sair do Governo.
As grandes novidades são a entrada para o Executivo de um ex-administrador (da área não financeira) da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), Franquelim Alves, e de um dos deputados da maioria mais críticos para Vítor Gaspar: o centrista Adolfo Mesquita Nunes.
Passos Coelho criou ainda uma nova pasta: a secretaria de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar.
Secretária de Estado da Administração Local e da Reforma Administrativa:
Ana Rita Gomes Barosa - administradora do Banco Best e ex-administradora do Espírito Santo, fundos de investimento mobiliário
Secretário de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação:
Franquelim Fernando Garcia Alves - secretário de Estado no Governo de Durão Barroso, ex-administrador da área não financeira da SLN (a holding que detém o Banco Português de Negócios), cargo do qual se demitiu em Novembro de 2008. Actualmente era gestor do COMPETE, programa de incentivos às empresas
Secretário de Estado do Emprego:
António Pedro Roque da Visitação Oliveira - líder dos Trabalhadores Sociais-Democratas e deputado do PSD
Secretário de Estado do Turismo:
Adolfo Miguel Baptista Mesquita Nunes - deputado do CDS, membro da Comissão de Acompanhamento da Troika
Secretário de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território:
Paulo Guilherme da Silva Lemos - vogal da Agência Portuguesa do Ambiente e foi adjunto de Jorge Moreira da Silva, quando foi secretário de Estado do Ambiente no Governo de Barroso
Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar:
Alexandre Nuno Vaz Baptista de Vieira e Brito - antigo deputado do CDS e actualmente director-geral da Alimentação e Veterinária
Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural: Francisco Ramos Lopes Gomes da Silva - professor de Economia Agrária do Instituto Superior de Agronomia
Recorde-se que saem o secretário de Estado da Administração Local e da Reforma Administrativa, Paulo Simões Júlio,  secretário de Estado do Emprego, Pedro Miguel Silva Martins, secretário de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação, Carlos Nuno Oliveira, secretária de Estado do Turismo, Cecília Meireles, secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Daniel Campelo, e secretário de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, Pedro Afonso de Paulo.
Os novos membros do Governo tomam posse amanhã.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

0 Onde ir buscar os 4 mil milhões que querem cortar aos portugueses.

OS 4 MIL MILHÕES DO FMI, ESTÃO AQUI NA GALILEI!!!
O FMI aponta como caminho para os 4 mil milhões novos cortes inteligentes. Mas existem alternativas.
Uma delas é ir directamente ao espólio da Galilei.
A Galilei Grupo é o novo nome da antiga Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e a SLN era a detentora do BPN, os tais amigos não-presos de Cavaco.

O BPN que faliu e ofereceu aos contribuintes portugueses um buraco de 9 mil milhões. Mas a GALILEI existe, funciona tem dinheiro e é uma das
empresas portuguesas mais ricas em PATRIMÓNIO.
Tudo isso deve voltar para as mãos do Estado!
Os contribuintes têm o direito de exigir!
Partilhem!!!


A bomba atómica dos impostos dos portugueses
A SLN e o BPN geriam várias empresas, cerca de 200. As que davam lucro ofereciam os lucros à SLN e aos accionistas as que davam prejuízo desfalcavam e deixavam buracos nas contas do BPN, pois iam-se financiar ao BPN, sem garantias, muitas vezes. 
Quando a situação  ficou insustentável, para o BPN e já o buraco era demasiado visisvel, este foi nacionalizado, ofereceram-no aos cidadãos, e a SLN seguiu a sua vida. Agora mudou de nome, chama-se Galilei, tem negócios de castanhas em trás os montes, negócios na praia dos salgados, etc etc.
O BPN foi comprado, pelo Mira Amaral/ BIC mas todas as dividas e desfalques que ele possuía, muitos dos quais ainda se vão descobrir, ficaram para os portugueses irem pagando à medida que aparecem. Criaram a PARVALOREM, é o banco que assume as dividas do BPN e oferece ao zé povinho. 
O BPN possui um buraco de cerca de 2 mil milhões só de terrenos que falsamente  foram dados como garantia de milhares e não valiam mais de 100. Por esquemas que eles faziam em que iam à câmara valorizar o terreno, alterando o PDM.
Também usavam a artimanha de financiar o mesmo bem em duplicado, tudo servia para retirar dinheiro do banco. 
Cavaco Silva é economista, ele sabia que o BPN servia para lavar dinheiro.

Video onde Paulo Portas, o falso, finge defender o interesse nacional, e ataca impiedosamente Victor Constâncio .. mas este é um fenómeno que apenas se verifica em políticos na oposição. Assim que os colocam no poleiro com direito a também mamarem, ficam logo tranquilos, e de bico calado!


 

NOTÍCIA TUGA Copyright © 2011 - |- Template created by Notícia Tuga - |- Powered by Notícia Tuga